Autora evangélica fala sobre o homossexualismo em seu novo livro

0

Autora evangélica fala sobre o homossexualismo em seu novo livro

Em entrevista ao Portal Verbo da Vida, a escritora Lenise Lopes de Freitas, membro da Igreja Verbo da Vida em Pedra de Guaratiba, Rio de Janeiro, RJ, falou sobre o seu novo livro: “Como Deus Planejou Você”, lançado recentemente o qual trata sobre um assunto delicado: a homossexualismo. Confira abaixo a entrevista:

Como surgiu a ideia para escrever um livro com um tema ainda tão velado pela nossa sociedade cristã?
Embora realmente a questão da homossexualidade ainda represente um tabu para muitas igrejas, aqui em Pedra de Guaratiba temos recebido graça para lidar com ela já há algum tempo. Mesmo antes da minha chegada, Aurinha, esposa do meu pastor (Edmilson Nunes), e outras pessoas, já faziam isso. Para mim então, lidar com questões relacionadas à restauração da sexualidade já faz parte do cotidiano. A ideia do livro, que com certeza não foi minha, mas do Espírito Santo, eu recebi enquanto preparava uma apostila para treinamento de conselheiros. Por mais que eu tentasse resumir o assunto, cada vez mais me vinham tópicos que precisavam ser incluídos e bem explicados, devido à complexidade e a toda delicadeza exigida para tratar da questão. Lembro-me de um dia em que acordei com uma Palavra queimando em meu coração: “O que vês escreve em um livro e manda às Igrejas” (Ap.1:11). Por mais que aquilo parecesse na época uma grande loucura, aos olhos naturais, completamente fora do meu alcance, decidi obedecer. Agir como alguém que entende o Espírito da Fé, é simplesmente seguir o fluxo. Além disso, eu sabia que tinha um “Paistor” escritor, né? Então eu peguei carona na “Motivação Certa” (livro do pastor Edimilson) e como boa filha na fé-ovelha, puxei a unção dele.

Você realizou algumas pesquisas para aquisição do conteúdo para a construção deste livro. Como foi esse processo?
A história do meu chamado e da minha preparação se confunde muito com a história da minha conversão. Eu verdadeiramente me converti ao tentar ao ajudar um amigo que vivenciava a homossexualidade. Comecei a pesquisar o assunto no escritório da minha casa pela internet, e em dois meses estava viajando para Londrina, para o 3º Congresso do Exodus Brasil, um ministério interdenominacional que treina pessoas para trabalhar com a questão da homossexualidade na Igreja. No Exodus, conheci o poder transformador do Evangelho, percebi o quanto eu também precisava e desejava Deus. O Exodus me forneceu e indicou a maioria do material que tenho até hoje: dezenas de livros, CDs, DVDs para entender a questão mais a fundo. Hoje, para mim, é algo maravilhoso que o Exodus recomende e comercialize também o meu livro. Ao estudar no Rhema, juntei todo esse conhecimento com a Palavra da Fé, e aconteceu aquilo que Kennteh Hagin Jr chama de: “encontro do natural com o sobrenatural gerando uma força explosiva”. Todo esse material recomendado pelo Exodus, apostilas do Rhema, e livros do irmão Hagin, estiveram novamente na minha mesa de trabalho enquanto eu escrevia o livro.


Como você vê, em nossos dias, a falta de uma ação específica dentro das igrejas com o propósito de alcançar os homossexuais, e ainda ajudá-los no processo de restauração?
Creio que a restauração da sexualidade esteve como que esquecida todo esse tempo, da mesma forma que verdades sobre justiça de Deus, cura, prosperidade, até mesmo o batismo do Espírito Santo estiveram em outros. Infelizmente, por muito tempo a Igreja tratou somente da salvação no aspecto primário, salvação do inferno, e isso acontece com muitas pessoas que vivenciam a homossexualidade. É surpreendente o número de pessoas nesta situação que se declaram como desviadas. O que acontece é que quando não há restauração nessa área, a “ferida” é muito visível, e a pessoa se afasta do convívio da Igreja. Porém, sabemos que existem muitas pessoas nas igrejas que não vivem especificamente a homossexualidade e permanecem somente “salvas” sem que haja nenhum tipo de restauração em sua vida. Nosso dever é oferecer apoio, ensinar o caminho para todos aqueles que desejarem a restauração. Isso, muitas vezes, não acontece por falta de conhecimento. Mas, como esperar que uma Igreja que não domina rudimentos da doutrina, que não sabe usar os dons do Espírito, que não entende o Espírito da Fé, trabalhe com questões complexas como homossexualidade? Creio que somente à medida que a Palavra Revelada, que nada mais é que a Palavra compreendida na sua integridade, avançar, todo o sofisma sobre homossexualidade cairá também, e as igrejas receberão estratégias, ousadia para lidar com a questão e restaurar pessoas. Isso já começou a acontecer e eu fico empolgada em fazer parte disso, por que sei que é algo importante nesse último avivamento para que Cristo possa voltar e então sermos arrebatados.

Você fala muito sobre a graça e o perdão de Deus em seu livro. Como estes fatores influenciaram a sua vida pessoal?
Eu fui criada em uma igreja que era considerada muito tradicional, uma congregação excessivamente atenta à Lei, que costumava expor pecados e excluir pessoas publicamente. Hoje, esta congregação não age mais assim. Porém, eu cresci com uma confusão de sentimentos. Eu tinha medo de Deus, medo de ir para o inferno. Era revoltada com as igrejas, e ao mesmo tempo me sentia condenada, não tinha alegria no Evangelho. Até mesmo quando eu cheguei ao Exodus, minha expectativa era ouvir lições de moral e, com alguma sorte, conselhos gentis sobre como deixar pecados sexuais. Mas, ao invés disso, foram quatro dias ouvindo sobre graça, sobre o amor de Deus, com os missionários Row Show, Jerry e Peggy Cross da “Mission To The World”. O Exodus sempre trabalha desta maneira, porque sem a compreensão da graça ninguém deixa a homossexualidade. É o amor de Deus que verdadeiramente conduz ao arrependimento, transforma a vida de qualquer pessoa. E aquilo foi demais pra mim. Eu quase “enlouqueci” quando descobri que eu era justiça de Deus. Não tinha como minha vida não mudar. Deixei um emprego, mudei de Igreja, fui fazer o Rhema, vendi minha casa, mudei de bairro, até publiquei um livro. Acho que nem fisicamente eu pareço mais a mesma pessoa. Hoje, vivo por essa graça, quero viver a fé mais e mais.

Por favor, relate rapidamente para nós as experiências mais marcantes no processo de inspiração, produção e publicação desta obra literária.
Acho que muito já foi falado, mas eu gostaria de destacar ainda a fidelidade de Deus providenciando tudo que eu precisava, todos os recursos, nos mínimos detalhes. Lembro que quando comecei a escrever só tinha um computador antigo e queria um notebook. Encurtando a história, eu orei, e em duas semanas ganhei um notebook como prêmio no meu trabalho. Deus usou três pessoas que me trouxeram palavras proféticas e me transmitiram muita unção, meu “Paistor” Edimilson, a Missionária Rita de Cássia, e Daniele Cavalcanti. Todas essas palavras se cumpriram. Daniele me acompanhou todo o tempo enquanto eu escrevia. Deus levantou ainda Ravine Farias,
uma amiga que me apoiou de forma muito especial e Felipe Aguiar, que me auxiliou muito na finalização do livro. Todas as pessoas não-cristãs envolvidas de alguma forma na elaboração deste livro, foram tocadas, independente de sua orientação sexual. Tive alegria de conduzir uma delas em uma oração de confissão. O primeiro fruto desse livro, veio antes da publicação! Quando levamos os arquivos finais para impressão pude compartilhar um pouco da Palavra com os funcionários da gráfica, eles estavam curiosos por causa do assunto e me ouviram muito atentos. Tenho visto na prática como a Palavra corre velozmente. Já tenho recebido relatos de vários lugares, até mesmo de fora do Brasil, contando como pessoas vem sendo impactadas por essa Palavra através de Como Deus Planejou Você. No dia que o livro chegou da gráfica, o Pai tratou comigo que, além de trabalhar com a questão da homossexualidade eu ainda escreveria outros livros sobre outros assuntos. Neste dia, recebi uma revelação que o Felipe Aguiar escreveria um livro também. Hoje, ele está escrevendo seu livro, uma abordagem diferente sobre música na Igreja, e eu tenho participado desse processo. Temos trabalhado juntos em um blog de literatura evangélica www.guardaroupadafe.blogspot.com que tem um objetivo evangelístico e deve se transformar em livro também. Sei que é só mesmo o começo, tem muito mais.

Informações sobre a autora Lenise Freitas:

LIVRO “Como Deus Planejou Você”  para adiquirir click no link da Editora Rhema> Lenise Lopes de Freitas “Como Deus planjou Você”
Como Deus Planejou Você – Lenise Lopes de Freitas

Lenise Freitas

Minha fotoSou uma pessoa definitivamente marcada pela Graça de Deus, dependente do Espírito Santo, apaixonada por Jesus. Sou casada com Fábio que me deu uma família e um filho lindo, o Fabinho. Embora não me considere uma pessoa religiosa, faço parte da Igreja Evangélica Verbo da Vida em Pedra de Guaratiba onde trabalho com pessoas que necessitam de Graça especificamente na área da sexualidade. Creio na Bíblia como fonte de sabedoria e verdade para a vida, estou sempre aprendendo com ela. Amo jardinagem, moda, estar com minha família e meus amigos.

 Caso você deseje ler o sumário do Livro click no link: Como Deus Planejou Você.

Fonte: Verbo da Vida / Via: www.guiame.com.br
Visite: Amigo De Cristo, Videos Amigo De Cristo

1 COMENTÁRIO

  1. Olá a paz seja contigo querido (a) Leitor!
    Gostaria de lhe comunicar que atualizamos a matéria sobre o Livro da autora Lenise "Como Deus Planejou Você" com o link da editora que esta encarregada da venda do Livro; Editora Rhema.
    No mais agradecemos sua visita e que Deus abnçoe sua vida!

Deixe uma resposta