STF nega pedido de habeas corpus de pastores acusados de matar Lucas Terra

STF nega pedido de habeas corpus de pastores acusados de matar Lucas Terra

Os pastores da Igreja Universal do Reino de Deus bispo Fernando Aparecido da Silva e pastor Joel Miranda, acusados do assassinato do adolescente Lucas Terra(foto), ocorrido em 2001, tiveram o pedido de habeas corpus negado nesta quinta-feira (2) pela Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF).

A defesa dos pastores evangélicos pedia a suspensão do processo alegando que a investigação deveria ser considerada nula por ter sido conduzida pelo Ministério Público e não pelas autoridades policiais.

A Turma decidiu analisar o pedido dos pastores devido à peculiaridade do caso. Durante o julgamento, o ministro Ricardo Lewandowski salientou que a investigação não teve início no Ministério Público. Segundo ele, já havia um inquérito policial em curso. Deste modo, a Turma rejeitou a argumentação da defesa e manteve o curso da ação penal.

Caso Lucas Terra
Lucas Terra, de 14 anos, foi violentado sexualmente e queimado vivo em março de 2001. O corpo do adolescente foi encontrado em um terreno abandonado na avenida Vasco da Gama, em Salvador.

O terceiro pastor envolvido, Sílvio Galiza, que está preso há nove anos pelo assassinato de Lucas, disse que o adolescente foi morto por ter presenciado os pastores Fernando e Joel mantendo relações sexuais. Os dois respondem ao processo em liberdade.

Confira as fotos dos envolvidos:

Silvio Galiza – preso – Fernando Ap. Silva- liberdade e  Joel Miranda-Liberdade

Veja outras noticias de pastores da Universal envolvido em escândalos:

Bispos da Universal estariam envolvidos com a ‘máfia dos sanguessugas’.

Descoberta ligação de bispos da Universal com a ‘máfia dos sanguessugas’, que envolvia Ney Suassuna A Procuradoria da República em São Paulo apontou em denúncia à Justiça que…

Fonte: Correio24horas –  inforgospel.com.br

Visite: Amigo De Cristo, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel,Frases cristã

COMPARTILHAR