Goleiro Bruno é condenado a 4 anos e 6 meses de prisão

0

Goleiro Bruno é condenado a 4 anos e 6 meses de prisão

Saiu a primeira sentença envolvendo o goleiro Bruno. O juiz Marco Couto, da Primeira Vara Criminal de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, condenou o jogador a quatro anos e seis meses de prisão por cárcere privado, lesão corporal e constrangimento ilegal contra a ex-amante Eliza Samudio.
Os crimes ocorreram em outubro de 2009. O amigo dele Macarrão também foi condenado a três anos. Eles estão presos em Minas Gerais, onde respondem outro processo pelo desaparecimento e morte de Eliza Samudio neste ano.
Eliza desapareceu em junho deste ano e o goleiro e outros oito acusados estão sendo processados. A Justiça já ouviu todos em audiências em novembro. A juíza responsável pelo caso, Marixa Fabiane Rodrigues, tem até o dia 10 de dezembro para informar se os réus vão ou não a júri popular.
O motorista de Bruno, Flávio Caetano de Araújo, foi solto no dia 27 de novembro. Ele teve habeas corpus concedido pela Justiça após cerca de cinco meses. Segundo a Secretaria de Estado e Defesa Social, os outros oito réus permanecem detidos em presídios da região metropolitana de Belo Horizonte.
O goleiro Bruno, Luiz Henrique Ferreira Romão (Macarrão), Sérgio Rosa Sales, Dayanne Souza, Elenilson Vítor da Silva, Flávio Caetano, Wemerson Marques e Fernanda Gomes de Castro respondem por homicídio triplamente qualificado, sequestro e cárcere privado, ocultação de cadáver e corrupção de menor.
Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, é o único que responde por dois crimes. Ele foi denunciado por homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver. Todos os acusados negam o crime.

Assista:

Com informações Clic RBS

Deixe uma resposta