PV deve decidir nesta quarta-feira quem vai apoiar no segundo turno

0
PV deve decidir nesta quarta-feira quem vai apoiar no segundo turno
A Executiva Nacional do PV começa a se reunir na manhã desta quarta-feira com a senadora Marina Silva (AC) e todos seus dirigentes regionais. O partido deve fechar ainda nesta quarta-feira uma posição sobre qual será a orientação para o segundo turno das eleições presidenciais. Para o deputado Fernando Gabeira (RJ), candidato derrotado ao governo do Rio, o PV deve ter uma posição de união entre o que a Marina deseja e o que o partido pensa ser o melhor.


Não há risco de divisão. Não vamos marchar de forma diferente de Marina

– Não há risco de divisão. Não vamos marchar de forma diferente de Marina – garantiu.
Gabeira afirmou que em tese ainda que o partido decida pela neutralidade, ou seja, não apoiar nem José Serra (PSDB) nem Dilma Rousseff (PT), membros dos partidos nos estados poderão escolher um dos dois candidatos desde que não o faça como sendo uma decisão partidária. Após o resultado do primeiro turno, o deputado declarou que iria apoiar o tucano .
– De modo geral quando o partido decide que não vai apoiar um dos candidatos, ele permite que seus membros apoiem os candidatos (que quiserem) com apenas uma recomendação: que não utilize o símbolo do partido.
Para líder do PV, decisão deve ficar entre Serra e a neutralidade
Segundo o líder do PV na Câmara, deputado Edson Duarte (BA), há duas possibilidades “na mesa” na reunião: o partido apoiar o candidato tucano José Serra ou optar pela neutralidade. Ele diz que a chance de o PV apoiar a petista Dilma Rousseff é “remotíssima”.
– Neste momento eu acho que o mais sensato, mais adequado, é optarmos por liberar os votos de quem votou em Marina no primeiro turno – disse Duarte.
O coordenador da regional do PV – responsável pelos estados da Paraíba, Pernambuco, Alagoas e Sergipe -Denis Soares, disse que o partido apoiará a decisão de Marina.
– Engana-se quem esta torcendo pela divisão do PV. Nós sonhávamos e demoramos muito para contar com Marina. O partido vai apoiar o posicionamento que Marina quiser para o segundo turno – afirmou.
A senadora Marina Silva chegou atrasada à reunião marcada para as 10h da manhã e não quis falar com os jornalistas que a aguardavam. O PV ficará o dia inteiro reunido em Brasília e a ideia é que no final da tarde divulgue sua decisão, que deverá ser homologada no próximo domingo na convenção marcada para ser realizada em São Paulo.
O espólio de Marina é disputado pelos dois concorrentes. Ela obteve no primeiro turno 19,6 milhões de votos, quase 20% do eleitorado.

Fonte: O globo

Deixe uma resposta