Criados segundo Deus para a santidade

0
Criados segundo Deus para a santidade

“E vos revistais do novo homem, que segundo Deus é criado em verdadeira justiça e santidade”. Ef. 4.24
Definindo a palavra santificação: Significa “tornar santo”; “consagrar”; “separar do mundo” e “apartar-se do pecado”, a fim de termos ampla comunhão com Deus e servi-lo com alegria.
Muitas pessoas que se dizem regeneradas por Deus não dão bom testemunho quando estão distantes da igreja e dos membros que a compõe. Tais pessoas enganam a si mesmas e não experimentaram a verdadeira regeneração através da lavagem da água pela palavra de Deus que purifica o homem de todo o pecado tornando-o apto a salvação.
“Não pelas obras de justiça que houvéssemos feito, mas segundo a sua misericórdia, nos salvou pela lavagem da regeneração e da renovação do Espírito Santo”. Tt. 3.5
“Para a santificar, purificando-a com a lavagem da água, pela palavra”. Ef. 52.26
Somos criados segundo Deus para a santidade. No antigo testamento o sacerdote deveria levar sobre a sua mitra na sua testa uma lamina de ouro puro com os seguintes dizeres: “santidade ao Senhor” (ou Santo ao Senhor). Ex. 28.36
Ser santo ao Senhor é um privilegio que todo salvo deve experimentar “Porque esta escrito: Sede santos, porque eu sou santo”. I Pe 1.16

Não nos santificamos a Deus porque estamos em busca de algo.
Mas nos santificamos a Deus porque Dele temos recebido tudo.
Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém. Rm 11.36

Daniel um exemplo de Santidade ao Senhor – Daniel capitulo 01
Muito diferente de Esaú que trocou a sua primogenitura por um prato de sopa (Gn 25.34) e de Sansão que se contaminou ao se aproximar de um cadáver o que era contra seu voto de Nazireu (Jz 14.8; Nm 6.6). Daniel quando convocado a comparecer diante de Nabucodonosor propôs no seu coração alguns objetivos:
1. Não se contaminar com a porção das iguarias do rei.
Propôs em seu coração rejeitar o manjar apetitoso; o prato delicado e delicioso; a boa comida do rei. Davi sabia que esta iguaria seria motivo de escárnio, zombaria e dito picante por parte daqueles que sabiam ser ele temente a Deus.
2. Não se contaminar com o vinho que o rei bebia.
O Vinho e a bebida forte são os grandes causadores de distúrbios, inimizades e conflitos na família e na sociedade. O homem que adota tal procedimento torna-se geralmente motivo de zombaria e gracejos. Noe ao beber mostrou sua nudez (Gn 09); Ló teve relações ilícitas (Gn 19). O homem que procura o vinho diz a palavra “erra no seu caminho, nunca será sábio”. Pv. 20.1
“Não estejas entre os beberrões de vinho, nem entre os comilões de carne” Pv. 23.20
Daniel sendo sábio manteve-se em dieta, alimentou-se daquilo que podia preservar sua saúde e seu testemunho pessoal. Ao fim de sua dieta Daniel e seus amigos mostram as seguintes qualidades:

  1. Mais gordo de carne que todos os jovens que comiam das iguarias do Rei (15).
  2. Deus lhes deu o conhecimento e a inteligência em todas as letras, e sabedoria (17).
  3. Dez vezes mais doutos do que todos os magos astrólogos que havia em todo o reino (20).
Em sua vida há evidencias de sua santidade ao Senhor? Você pode disser como Jó disse?

Ouvindo-me algum ouvido, me tinha por bem-aventurado; vendo-me algum olho, dava testemunho de mim; Jó 29.11.
Os filhos do Sacerdote Eli e a falta de Santidade ao Senhor

  1. Não conheciam ao Senhor, mesmo tendo sido criados no templo (I Sm 2.12).
  2. Comiam a carne do sacrifício (I Sm 2.13-17)
  3. Deitavam com as mulheres que em bandos se ajuntavam à porta da tenda da Congregação (I Sm 2.22)
Conseqüências da falta de Santidade ao Senhor
  1. Os filhos de Eli morreram nas mãos dos filisteus na tomada da Arca de Deus (I Sm 4.11)
  2. O Sacerdote Eli por não ter corrigido os mesmos teve uma triste morte. Ao ouvir a noticia que a arca de Deus havia sido tomada, Eli caiu da cadeira para trás e quebrou o pescoço e morreu, porquanto o homem era velho e pesado. (I Sm 4.18).
  3. A nora do sacerdote Eli estava grávida e ao ouvir estas noticias deu a luz e morreu (I Sm 4.19-22)
Todo homem que comete pecado morre.

A alma que pecar, essa morrerá; o filho não levará a iniqüidade do pai, nem o pai levará a iniqüidade do filho. A justiça do justo ficará sobre ele e a impiedade do ímpio cairá sobre ele. Ez. 18.20
Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor. Rm. 6.23
A natureza do novo homem e o porque essa natureza nova é santa
E vos revistais do novo homem, que segundo Deus é criado em verdadeira justiça e santidade. Ef. 4.24
A bíblia diz que o homem natural está morto em delitos e pecados. Mas a ação de Deus inverte este quadro, pois Ele nos da vida.
Através desta vida a qual chamamos de novo nascimento que nos é concedido pelo Espírito de Deus (Jo 3.5,6, 8). O novo homem apresenta algumas qualidades em sua natureza.
Adquire uma semelhança com Deus (Ef. 4.24) e com Cristo (Rm 8.29; II Co 3.18); adquire também conhecimento de Deus (Cl 3.10); ódio ao pecado (I Jo 3.9; 5.18) e vitória sobre o mundo (I Jo 5.4), além de demonstrar fé em Cristo (I Jo 5.1), retidão (I Jo 2.29) e amor fraternal.

Esta nova natureza é santa porque é uma obra exclusiva de Deus no homem.
Somos gerados de novo pela Palavra de Deus. I Pe 1.23

A regeneração “novo nascimento” é um ato divino e decisivo, o qual provoca efeitos profundos e permanentes na vida do individuo (I Jo 1.9; 3.9; 4.7; 5.1,14, 18), que alteram seu comportamento embora sem modificar sua personalidade.
A pessoa é a mesma, porém, diferentemente controlada. Antes era controlada pelo pecado, agora controlada por Cristo. Antes fazíamos a vontade da carne e dos pensamentos (Ef. 2.3), mas agora andamos nas obras preparadas por Cristo.
Existe um comportamento próprio do novo homem “dos regenerados” (I Co 6.11) ! eles procuram desenvolver a vida cristã para o inteiro agrado de Deus, como nova criatura. A religiosidade formal não tem poder de conduzir o homem a Deus, apenas o ser uma nova criatura “novo homem, criado segun
do Deus”.

O novo homem é santo não por obrigação e sim por prazer em crescer rumo a Cristo.

O salmista Davi declara o seu espontâneo prazer na lei do Senhor. “Deleito-me (agrado-me) em fazer a tua vontade, ó Deus meu; sim, a tua lei está dentro do meu coração”. Sl 40.8
Conclusão
Seja santo ao Senhor. Busque em sua vida viver a verdadeira regeneração que somente é possível através de Cristo. Santifique a Deus seus pensamentos (1); olhos (2); corpo (3); coração e mente (4).
1. Pensamentos: Eu, porém, vos digo, que qualquer que atentar numa mulher para a cobiçar, já em seu coração cometeu adultério com ela. Mt. 5.28
2. Seus olhos: A candeia do corpo são os olhos; de sorte que, se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo terá luz. Mt. 6.22
3. Corpo: Os alimentos são para o estômago e o estômago para os alimentos; Deus, porém, aniquilará tanto um como os outros. Mas o corpo não é para a prostituição, senão para o Senhor, e o Senhor para o corpo. I Co 6.13
4. Coração e Mente: E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus. Fp 4.7
Somente mediante a graça redentora de Deus é que alguém pode viver uma vida “sem ofensa, tanto para com Deus como para os homens” At. 24.16.
A verdadeira santificação requer que o salvo mantenha profunda comunhão com Cristo.

Sérgio Francisco

Bibliografia

Chamada ! Bíblia On Line ! Concordância Bíblica Exaustiva e Leitura Bíblica
http://www.chamada.com.br/biblia/
Bíblia Sagrada. João Ferreira de Almeida. São Paulo, São Paulo, Sociedade Bíblica Trinitariana do Brasil, 1994.
RED 1996 ! Revista da Escola Dominical ! Imprensa Batista Independente.

11/03

Autor:
Sérgio Francisco da Silva
Igreja Batista Filadélfia em Vila Iolanda
E-mail: sergiofdasilva@ig.com.br

Compartilhar
Artigo anteriorO Evangelho
Próximo artigoO NICOLAISMO

Deixe uma resposta