Universal no Senegal é atacada por grupo de muçulmanos

0
Queima do Alcorão: Igreja Universal no Senegal é atacada por grupo de muçulmanos

 Um templo da Igreja Universal, localizado em Guediawaye, região de Dakar, no Senegal, foi atacado na noite desta quarta-feira (9) por um grupo de cerca de 200 jovens muçulmanos, que entraram no local, por volta das 19hs, ao término de uma reunião, arrancaram todas as cadeiras e atearam fogo nelas do lado de fora da igreja. O pastor responsável, assim como seus auxiliares e alguns membros que ainda se encontravam no interior do templo no momento do ataque não foram atingidos e passam bem. A religião dominante no Senegal é o islamismo.

A ação foi uma represália às declarações do pastor norte-americano Terry Jones, da pequena igreja protestante Dove World Outreach Center, em Gainesville, Estado da Flórida, que pretende queimar 200 exemplares do Alcorão, livro sagrado do Islã, no próximo dia 11 de setembro, quando se completa 9 anos do atentado terrorista contra as Torres Gêmeas, em Nova York, num evento que ele chama de “Dia da Queima do Alcorão”. Jones acaba de lançar o livro “Islã é do diabo” e tem causado polêmica em todo o mundo com suas declarações contra o islamismo.

Segundo o bispo Luis Valente, responsável pelo trabalho evangelístico da IURD no Senegal, as reuniões da Igreja serão suspensas devido ao Ramadan (período de jejum muçulmano), que termina hoje. Em virtude deste período de recesso local, somente na segunda-feira poderá ser registrada a queixa sobre o atentado e, só então, as autoridades determinarão se e quando a Igreja pode retomar suas atividades.
As fotos do atentado foram tiradas pelos missionários da IURD com seus celulares, já que o governo local não permitiu o registro das imagens com câmeras profissionais.
Em entrevista à rede ABC, hoje pela manhã, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, criticou o plano de Jones e disse que isso pode “colocar em grande risco homens e mulheres de uniforme”, referindo-se às tropas americanas no Afeganistão.

A Interpol (serviço de inteligência da polícia norte-americana) divulgou um comunicado afirmando: “Se a queima do Alcorão pelo pastor for mesmo realizada, há grande probabilidade de novos ataques contra pessoas inocentes.”

A Igreja Universal do Reino de Deus não aprova a atitude de Terry Jones, que certamente pode incitar uma série de atentados em todo o mundo.
No final da tarde desta quinta-feira (9), agências de notícias internacionais divulgaram que o pastor Terry Jones havia desistido de queimar os livros do Alcorão, cedendo as pressões da repercussão do caso em todo o mundo. Jones já havia dito, anteriormente, que poderia desistir da ideia caso a Casa Branca entrasse em contato com ele.

Fonte: Arca Universal

Deixe uma resposta