Apenas porque você não vê Deus, não significa que Ele não esteja conosco.

0

Você conhece a lenda do rito de passagem da juventude dos índios Cherokees?

O pai leva o filho para a floresta durante o final da tarde, venda-lhe
os olhos e deixa-o sozinho.
O filho se senta sozinho no topo de uma montanha toda a noite e não
pode remover a venda até os raios do sol brilharem no dia seguinte.
Ele não pode gritar por socorro para ninguém.
Se ele passar a noite toda lá, será considerado um homem.
Ele não pode contar a experiência aos outros meninos porque cada um
deve tornar-se homem do seu próprio modo, enfrentando o medo do
desconhecido.

O menino está naturalmente amedrontado.

Ele pode ouvir toda espécie de barulho.

Os animais selvagens podem, naturalmente, estar ao redor dele.

Talvez alguns humanos possam feri-lo.

Os insetos e cobras podem vir picá-lo.

Ele pode estar com frio, fome e sede.

O vento sopra a grama e a terra sacode os tocos, mas ele se senta
estoicamente, nunca removendo a venda.

Segundo os Cherokees, este é o único modo dele se tornar um homem.

Finalmente…

Após a noite horrível, o sol aparece e a venda é removida.

Ele então descobre seu pai sentado na montanha perto dele.

Ele estava a noite inteira protegendo seu filho do perigo.

Nós também nunca estamos sozinhos!

Mesmo quando não percebemos Deus está olhando para nós, ‘sentado ao nosso lado’.

Quando os problemas vêm, tudo que temos a fazer é confiar que ELE está
nos protegendo.

Moral da história: Apenas porque você não vê Deus, não significa que Ele não esteja conosco.
Nós precisamos caminhar pela nossa fé, não com a nossa visão material.
Juízes – 6 – 11 : 12

O derrubador esse era seu nome “Gideão”, ele morava entre as montanhas em uma pequena cidade que se chamava Ofra. Foi escolhido por DEUS para libertar seu povo, “Israel” de uma repressão que durava já há sete anos pelos midianitas os árabes na atualidade, que no passado foi um verdadeiro terror para o povo de Israel.
(Juízes 6:5) – Porque subiam com os seus gados e tendas; vinham como gafanhotos, em grande multidão que não se podia contar, nem a eles nem aos seus camelos; e entravam na terra, para a destruir.

Assim também acontece conosco, às vezes nos encontramos com uma nuvem de problemas em nossa vida, que mais se parece com um turbilhão de problemas. Que chega até se tornar como uma nuvem de gafanhotos em nossa mente. Corrompendo todos os nossos sentidos, nos abatendo a alma e o espírito, era bem assim que Gideão se sentia, já cansado de ver sua vida e de sua família ser consumida pelos midianitas, tudo que eles plantavam, era destruído, queimado, era uma estratégia que o inimigo, encontrou para desestruturar, suas vidas. E isso, ainda acontece em nossa realidade de hoje, embutida em outra ótica.

Exemplo: quando trabalhamos, damos duro no trabalho, sonhando com um futuro melhor, e não conseguimos romper, e sempre contas a pagar, ou entre outros problemas; como uma doença que conseqüentemente ira gerar uma despesa na farmácia, ou o carro quebra, e tanto outros problemas do gênero que nos leva ao desânimo, e pensamos que DEUS não esta observando!
Isso só acontece se o deus que se encontra na sua vida é Baal, um falso deus, que gosta de sacrifícios e, não de Louvor.
Israel eles possuía dois altares, um grande altar para sacrifícios para Baal na floresta,, e um cantinho escondido dentro de sua casa, onde derramavam suas lagrimas para “DEUS” o único e verdadeiro que é “JEOVA”, mas DEUS nunca leva em conta os tempos de ignorância, e disse para Gideão derruba o altar de Baal e eu serei contigo,, te livrarei das mãos do midianitas:
para Gideão derruba o altar de Baal e eu serei contigo,, te livrarei

das mãos do midianitas.
Quem é o midianita que te afornta, o desemprego, o relacionamento rompido.o marido alcoólatra! Meu amado seja lá quem for esse midianita ou baal em sua vida, o Senhor o revistira de pode gloria em sua vida para te dar a vitoria!
Paz sejam com todos no amor de Cristo
Plavra que ministrei;  na Igreja de Deus em domingo, 19 de setembro de 2010 19:30

Autor Roberto Falbo

Deixe uma resposta