Renê Terra Nova agora é Patriarca?

0

APÓSTOLO É POUCO. O RENÊ TERRA NOVA AGORA É PATRIARCA!

Renê Terra Nova agora é Patriarca?
Renê Terra Nova agora é Patriarca?

Acabei de ler o texto que noticia a honra [sic] recebida pelo apóstolo Renê Terra Nova quando do 13º Congresso Internacional da Visão Celular no Modelo dos 12 que aconteceu de 17 a 21 de junho em Manaus. Como diz o próprio texto, ele foi “honrado pela palavra de representantes de diversos países, de filhos espirituais do MIR e da família, ele foi reconhecido como Patriarca.” Patriarca?

Antes de expor a minha opinião a respeito do ato que me levou a esta interrogação, preciso dizer algumas coisas.
Eu já estive vinculado ao movimento “gdozista”. Hoje não mais trabalho com o método original exatamente porque deixei o movimento. Porém, a estrutura funcional básica, “ganhar, consolidar, discipular e enviar”, é perfeitamente bíblica e bastante eficaz. Para se constatar isso basta ler com atenção Mateus 28:19-20.
No movimento, conheci homens que amam sinceramente a Cristo e que estão interessados seriamente em cumprir o “ide” do Senhor. Homens que amam as almas perdidas, que falam com sobriedade sobre arrependimento, quebrantamento e com uma sede real de um genuíno avivamento. Vi muitos deles deslancharem na conquista de almas, ao passo que “outros não obtiveram tanto sucesso assim”. No entanto, até onde sei, a maioria deles continuam amando e temendo ao Senhor Jesus Cristo e seguem tendo o reconhecimento de um rebanho, de suas famílias e até de cidades.
Aqui em minha cidade, nós temos um apóstolo ligado à Renê Terra Nova. Ele foi, por um tempo, a “minha cobertura”…
Mesmo acreditando na funcionalidade dos quatro pilares, “ganhar, consolidar, discipular e enviar”, fazendo amizade com líderes honrados e tendo uma liderança direta sobre mim, decidi deixar para trás a “visão celular no modelo dos 12”. São duas as principais razões que acabaram me levando a não mais estar ligado ao movimento: 1º a hierarquização antibíblica, o valor extremado do ministério apostolar e o modus operandi para se consagrar apóstolos; 2º o uso de elementos, paramentos e rituais da religião judaica nos cultos a Deus [exemplo: o uso de réplicas da “arca da aliança” nos cultos como símbolo da presença de Deus. Ora, no escopo neotestamentário, a “arca”, o templo, a moradia do Espírito Santo são os nascidos de novo.]
Existem outras razões, digamos, menores. Mas o fato é que deixei o movimento. E deixei-o nutrindo uma certa estima [coisa que ainda nutro, por enquanto] pelo apóstolo Renê Terra Nova, líder dessa turma. Bom, dito essas coisas que sintetizam meu envolvimento com a “visão celular”, retorno à questão principal que deu origem a esse texto.
Eu interroguei lá nos inícios deste texto: Patriarca? Pois bem, com certeza, este assunto seria mais um motivo para repensar meu envolvimento com o M12 se a ele ainda estive ligado.
No texto que dá a notícia do reconhecimento recebido pelo Terra Nova tem duas falas que precisam de destaque. e que vão me nortear quanto à minha contestação da tal “honra”. A primeira é da apóstola Carla Melo, de Portugal, que disse:
“As nações da terra aguardam este nível e estou neste lugar porque fui desafiada a viver no futuro. Como nações, nós o vemos como um Patriarca. O Senhor vai assumir o desafio: anda na presença de Deus e seja perfeito”.
A segunda é da apóstola Valnice Milhomens:
Quem são os verdadeiros Patriarcas? Homens e mulheres que receberam de Deus o sobrenatural e passaram o manto sobre o povo.  Permaneça com coração humilde de criança”.
A contradição marca as duas falas acima. Certamente elas diriam que não. Mas veja: na 1ª, foi dito, “nós [grifo meu] o vemos como um Patriarca”. Quem é que vê o Terra Nova como Patriarca? Eles mesmos, os pares do Renê. Que coisa, a irmã portuguesa está sendo claramente usada por Deus [e ela não sabe disso] para deixar evidente que o ato daquele momento estava fundado na fantasia e no delírio humano, fruto de uma incapacidade de discernir com lucidez a voz do Espírito Santo. Quando ela diz nós, eu ouço Deus dizer: são vocês mesmos!
Já na 2ª, temos a suposta autoridade divina sendo manifestada. A irmã brasileira, dando uma de portuguesa que pensa estar sabendo o que diz, mas na verdade apenas pensa, afirma que era Deus quem estava chancelando o reconhecimento dos pares do Terra Nova: “Quem são os verdadeiros Patriarcas? Homens e mulheres que receberam de Deus o sobrenatural e passaram o manto sobre o povo.” Que raios de fundamento inabalável tem a apóstola em questão para dizer tal coisa?  Onde está a base vétero e neotestamentária para que creiamos que de Deus “se recebe algum sobrenatural” para ser patriarca? Isso é invencionice barata!
Notou a contradição? A 2ª propõe que a “honra” procede de Deus – só que Deus não está falando por meio dela; já a 1ª deixa claro que a “honra” está sendo dada pela vontade humana, e ela, pobre coitada, não sabe que está sendo um canal do Espírito Santo.
Pelo que posso perceber [se eu tiver errado que alguém me diga para que possa me retratar], toda essa confusão fundamenta-se na chamada de Abrão. Só pode ser! Se for, mais grave ainda ficam as coisas do ponto de vista teológico.
Gálatas 3:8 diz: “… em ti serão abençoados todos os povos.” Essa citação é de Gênesis 12:3. O contexto de Gl 3:8 trata da justificação exclusivamente pela fé. O apóstolo Paulo usa alguns argumentos para esclarecer isso aos seus interlocutores. Dentre esses argumentos, ele usa o argumento de Abraão. Ao usar este argumento, Paulo demonstra que todos os nascidos de novo também são filhos de Abraão e não apenas os judeus.  Nesse sentido, afirmo que se há algum homem que pode ser considerado um Patriarca sobre a nação judaica (Gn 12:1-3) e sobre os crentes, “filhos espirituais” (Gl 3:7), esse homem é Abraão e não Renê Terra Nova ou qualquer um outro. Quando se fala também em nações, estamos diante de mais uma bobagem, pois do ponto de vista neotestamentário ninguém nunca foi escolhido por Deus para tal encargo patriarcal.
Continuando a análise bíblica, na mesma epístola aos Gálatas, Paulo diz, “meus filhos, por quem de novo sofro as dores de parto”(4:19), sem, em momento algum, denominar-se patriarca segundo Abraão ou a qualquer outro que seja. Aliás, até onde sei, nem neste contexto e nem em um outro ele foi chamado ou denominou-se patriarca. E olhe que ele tinha lastro para isso, assim como tinha o apóstolo João que afetuosamente chamou seus interlocutores de “filhinhos meus” (1Jo 2:1).
Quando a apóstola Carla Melo diz “anda na presença de Deus e seja perfeito”, está evidente para mim que é com base no patriarcado de Abraão que eles criaram esse patriarcadozinho antibíblico. 

Sendo assim, vai um recado para o apóstolo Renê Terra Nova: irmão, você está recebendo uma honra que não lhe pertence. Estava e está em você a condição de ser bíblico ao invés de se deixar levar pelo “transe coletivo” no qual se encontravam seus pares quando lhe “honrou” com um patriarcado que já tem dono e que não é transferível em nível algum. Portanto, renuncie a esse título antes que o irmão chegue à plenitude da “síndrome de lúcifer” e aí… Irmão, caso eu esteja errado, me convença à luz das Escrituras e me retratarei.

Obs.: não vejo muita diferença entre os títulos patriarca e paipóstolo – questiono a ambos.
Por Pr Zwinglio Rodrigues
Publicado em Dokimos

1 COMENTÁRIO

  1. O desespero evangélico.Ficará de pé o que é de DEUS e assim não é por acaso que por mais de 2.000 anos prevalece a Igreja Católica. Civizlizações, impérios, sistemas políticos e governos desapareceram. Menos a Igreja Católica que é fogo inextinguível. O desespero tomou conta de todos. Quem não fizer show perde fiéis. É imprescindível novidades de toda ordem para atrair clientes. Mais o maior problema evangélico é a idolatria a Bíblia. E pior, como cada qual pode intepreta-la de forma privada, basta um evangélico discordar de outro que já surge o embrião de uma nova denominação. E nós sabemos que reino algum divido contra si mesmo pode manter-se de pé. A Bíblia diz que somente a Igreja é coluna e sustentáculo da verdade e condena também as interpettações particulares. Para que a Bíblia fosse a única fonte de revelação, seria no mínimo indispensável que ela falasse de si mesmo nesse sentido. E não fala. Fala que a Igreja é coluna e sustentáculo da verdade. O problema que igreja alguma, com exceção da católica, pode ser a Igreja da qual fala a Bíblia., pois todas foram criadas 2000 anos após o início da era cristã. É lógico que Jesus não estava falando da Igreja do Macedo ou do Soares quando disse que as portas do inferno não prevaleceriam contra sua Igreja. Assim, o evangélico finge não ler o texto e continua fundando mais e mais denominações, embora a Bíblia diga que o divisor é anti cristo. E criaram a Igreja invisível que também não é bíblica para justificarem suas teorias, teologias e rebeldias. A era evangélica chegou ao fim. Em menos de 5 anos o número de evangélicos será reduzido drásticamente. Seus líderes entraram no desespero e precisam de clientes o quanto antes e arrecadar pois o tempo é curto. Os cristãos dos primeiros 400 anos não dispunham de Bíblia. Mas sempre tiveram Igreja. Jesus não mandou que escrevessem Bíblias e nem mandou que as mesmas fossem distribuídas. Pelo contrário. O apóstolo Paulo nos orienta que guardemos as tradições, algo que o evangélico não tem porque suas igrejas romperam com Lutero que por sua vez rompeu com o catolicismo. Por tudo isso os evangélicos estão perto do fim. Suas igrejas não possuem tradição, cada qual interpreta a Bíblia de um jeito e todos introduzem novidades anti bíblicas e anti tradição, além de não manterem unidade de qualquer espécie. O único tema convergente entre denominações evangélicas é o ranço contra o catolicismo. Porém, mesmo nas críticas todos divergem. Uns dizem que o catolicismo é arcaico e dogmático e outro grupo diz que a Igreja Católica modificou a doutrina. A crítica pela crítica. O resultado é o que estamos vendo. Macedo perdeu 24% nos últimos 6 anos e o número dos sem igreja já atingiu a casa dos 6 milhões e não para de crescer.
    E por que ?
    Se todos os evangélicos estão salvos porque "creram" e se igreja não salva ninguém como eles afirmam, qual a razão de se frequentar uma denominação evangélica ?
    Se o evangélico pode ser o próprio intérprete da Bíblia, muito embora ela o proíba, para que ele precisa de pastor ?
    Pelo contrário. O evangélico que já estava "salvo" está arriscando perder sua salvação a partir da frequência a uma denominação apóstota ou a partir da preleção de um pastor que anda fora da palavra. Melhor ficar em casa em mesmo. Sem contar que em casa não precisa pagar dízimos.
    O evangélico sobretudo confunde examinar as escrituras com interpretar as escrituras. Exame é uma coisa e interpretação é outra. Eu examino minha esposa e noto uma mancha na sua pele. Mas o diagnóstico quem dá é o médico.
    Examinar as escrituras não é o mesmo que interpreta-las. A Bíblia proíbe a interpretação individual. Somente a Igreja, coluna e sustentáculo da verdade é que pode faze-lo. Está lá escrito. E que igreja é essa ? Do Malafaia ? Do Macedão ? Do Valdomiro ?
    Igreja coluna e sustentáculo da verdade significa que sem a igreja a verdade não se sustenta.
    A bibliolatria cega o evangélico e fazendo da criatura maior do queo criador, torna-se o ídolo de si mesmo e apologista de sua própria doutrina.

  2. Atenciosamente Suellen Moreira
    Irmãos para falarmos de alguém ou de algum assunto precisamos saber bem do que estamos falando realmente,não apenas acompanhar o pensamento de outra pessoa .
    1ª- O Ap.Rene não se nomeou como "patriarca" com muitos estão falando.
    (acho que muitos não leram nem o próprio artigo)
    2ª- Se alguem conhecesse realmente ele saberia o quanto ele investi no reino de Deus,o homem humilde que ele é .não se preoucupando com titulos mais sim com ALMAS com VIDAS,com a cura ,com o perdão ,com nossa familia,com o casamento…
    Sou apaixada por cristo e agradeço muito a DEUS por ter conhecido a visão celular,PUDE EXPERIMENTAR O NOVO DE DEUS PUDE SER CURADA ,PUDE LIBERAR PERDÃO ,TENHO UMA FAMILIA RESTAURADA E MUITO MAIS PUDE EXPERIMENTAR MUITO MAIS DO NOVO DE DEUS.
    Pelo contrario como muitos pensam a visão não é uma ceita e sim uma grande familia onde honramos e agradeçemos aqueles que nos momentos dificeis seguraram a nossa mão ,que choraram conosco em momentos de dor ,em muitas madrugadas choraram e clamaram pela salvação da nossa familia ,quem buscou e jejuou conosco pelo um casamento alicerçados no senhor ,honramos com muita alegria a essas pessoas que são nossos patores e os nossos apostolos ,assim como devemos fazer com quem amamos.Isso é uma atitude de amor que expressamos.
    DEUS E SUA PALAVRA SÃO AQUILO QUE SEGUIMOS E ACREDITAMOS.
    Então parem de falar de uma pessoa a qual não conhecem e procurem ganhar o tempo em vidas em anunciar o evaNgelho em ganhar a sua casa pra Cristo !!

    recebendo o caráter de Cristo, sendo moldado por Suas próprias mãos. Aceite o convite: desça à casa do Oleiro e deixe-se moldar por Ele.

    Precisamos disso…
    Beijos no coração

    ATT :SUELLEN MOREIRA

  3. Por que DEUS nunca falou para pastor fazer louvor em nome de DEUS? Ler a bíblia e presta atenção, que dês de, Gênesis a Apocalipse, que DEUS , por meio dos profeta só falam mal dos pastores. Quem quiser entender que entenda, JESUS e o pastor da humanidade, e deixou só sacerdote para dar segmento para o nome de JESUS , e fazer celebração em nome DEUS. Vamos ver para que serve um pastor. Pastor e para tomar conta de rebanho, cuidar do rebanho, o rebanho pode ser dele ou alheio, se o pastor e dono do rebanho o lucro a seu.
    Se o pastor empregado e toma conta do rebanho do seu patrão o lucro vai para o seu patrão,nisso veremos que eles (os pastores não toma conta do rebanho por amor ao rebanho , o amor e o lucros que eles tem em quantos eles der lucro_ Foi por isso que DEUS nunca disse pastor idem pregar o evangelho? Ver dicionário da língua portuguesa e ver que significa palavras pastor e sacerdócio? _ Na bíblia DEUS só fala em sacerdote, presbíteros anciões .Por que pastor e só lucro e divisão. Sacerdote e vocação,dom fé e não visa lucro, quando morrer um padre, bispo ou papa, aos protestante investigar qual herança eles deixam na terra, ou deles ou para a família. Repito JESUS E O PASTOR DA HUMANIDADE? Os pastores evangélicos só quer lucro, briga por clientes, briga por horário de TV, briga por local para montar a sua igreja. Uma pergunta a essa dominações que tem TV porque eles não sede horário na TV deles para outras dominações, porque e tudo só um caminho a palavras de JESUS .

Deixe uma resposta