Morre presbítero da AD que ganhava até 12 almas por dia

0

Presbitero Arlindo Ferreira da Silva tinha 86 anos e faleceu em decorrência de complicações cardíacas.

Arlindo Ferreira 1924-2010

 A Assembleia de Deus na cidade de Rio Largo, região metropolitana da capital Alagoas, perdeu um obreiro que gostava muito de evangelizar. O presbítero Arlindo Ferreira da Silva, de 86 anos, faleceu, na noite da última quinta-feira, em decorrência de complicações cardíacas. Segundo os irmãos que o conheciam, uma de seus desejos diários era sair pelas ruas em busca das almas. Numa única tarde, ele ‘ganhou’ 12 pessoas para Jesus.

Considerado um ícone na Igreja, o presbítero Arlindo gostava de evangelizar todos os dias e tinha mais de 50 anos que servia ao Senhor. Enquanto tinha saúde, não deixava de falar do amor de Deus para os que estavam sentenciados à morte eterna. O trabalho feito por ele garantiu a conversão de centenas de pessoas não evangélicas.

O obreiro foi batizado nas águas no dia 7 de setembro de 1957. Em 1996, na mesma data, foi consagrado para servir na Casa de Deus como Presbítero.

Ele deixa doze filhos, vários netos e bisneto. O corpo foi exposto para visitação pública no templo-sede de Rio Largo e a cerimônia fúnebre aconteceu na tarde desta sexta-feira com a presença de muitos conhecidos, entre eles o deputado estadual Jota Cavalcante.

Fonte: AD Alagoas-via: Guia-me

Deixe uma resposta