IGREJA UNIVERSAL RECONSTRUIRÁ O “TEMPLO DE SALOMÃO”

24

Bispo Macedo fala a respeito da construção da réplica do Templo de Salomão em São Paulo, o maior e mais ousado projeto da Igreja Universal

Com bases nas orientações bíblicas, a Igreja Universal do Reino de Deus construirá a réplica do Templo de Salomão, aqui no Brasil, na cidade de São Paulo (SP). Será uma mega igreja, com 126 metros de comprimento e 104 metros de largura, dimensões que superam as de um campo de futebol oficial e as do maior templo da Igreja Católica da cidade de São Paulo, a Catedral da Sé. São mais de 70 mil metros quadrados de área construída num quarteirão inteiro de 28 mil metros. A altura de 55 metros corresponde a de um prédio de 18 andares, quase duas vezes a altura da estátua do Cristo Redentor. Com previsão de entrega para daqui a 4 anos, a obra será um marco na história da Igreja Universal do Reino de Deus.
O complexo também contará com 36 Escolas Bíblicas com capacidade para comportar aproximadamente 1,3 mil crianças, estúdios de tevê e rádio, um auditório para 500 pessoas, além de um estacionamento para mais de mil carros.
Projetado para causar o menor impacto possível ao meio ambiente, o templo será construído com materiais reciclados e regionais de alta tecnologia, que proporcionarão o uso racional da energia, possibilitando a reutilização de água e calor.
Na área externa será feito um memorial com 250 metros quadrados que poderá ser usado como um espaço para exposições e eventos. A ideia seria contar ali não só a história da Igreja, mas também explicar um pouco do funcionamento do templo como obra de engenharia.
De acordo com o arquiteto e autor do projeto, Rogério Silva de Araújo, o empreendimento é arrojado e emprega tecnologia de ponta, para que quando as pessoas entrem no local, viajem pelo tempo e sintam-se como se estivessem no primeiro templo construído por Salomão. “Começando pela fachada, passando pelo átrio e chegando internamente na nave, criamos uma visão de maneira a remeter as pessoas ao passado. Para tanto, estamos nos valendo de toda tecnologia de ponta associada ao bom senso na arquitetura de maneira a não criar este choque de épocas”, diz Araújo.
Ainda dentro da Igreja, uma arca representando a Arca da Aliança será colocada sobre o altar com o objetivo de proporcionar um efeito tridimensional, que, quando aberta, poderá ser observada totalmente em seu interior e também refletirá no batistério, criando a sensação, durante o batismo, de que a pessoa estará se batizando dentro da Arca. Na face frontal do altar serão aplicadas doze pedras representando as doze tribos de Israel, e todo o altar será ladeado por duas colunas diferenciadas chamadas Joaquim e Boaz, nomes também citados na Bíblia. A Igreja será no Brás (zona leste da capital paulista) e terá capacidade para mais de 10 mil pessoas sentadas.
De acordo com o bispo Edir Macedo, o local não será de ouro, mas as riquezas de detalhes empregados em cada parte do templo serão muito parecidas com os do antigo santuário. “Nós encomendamos o mesmo modelo de pedras de Jerusalém que foram usadas por Salomão, pois vamos revestir as paredes do templo com elas. Nós queremos que as pessoas tenham um lugar bonito par buscar a Deus e também a oportunidade de tocar nessas pedras e fazer orações nelas.”, comentou o bispo durante reunião realizada em São Paulo. Ele acredita que a visitação ao Templo não se limitará somente aos fieis da IURD, mas se tornará um ponto turístico e cultural, que atrairá pessoas do mundo todo.
Para o presidente da Juventude Judaica Organizada, Persio Bider, a iniciativa poderá promover um melhor entendimento ao povo brasileiro não judaico a respeito de Israel e dos judeus, eliminando preconceitos e o antissemitismo, ainda presente na sociedade. “Somente por meio do conhecimento mútuo poderemos erradicar qualquer tipo de preconceito ou discriminação por parte de ambos e, assim, trabalharmos juntos no que temos de semelhanças e nos respeitarmos no que pensamos e acreditamos de diferente. Temos muito em comum e precisamos nos unir para que seja possível trabalharmos ativamente em uma sociedade mais justa, positiva e focada em uma coexistência e inter-religiosidade plena, razão pela qual acredito ser muito interessante a iniciativa do bispo Macedo, que entendo amar muito a Terra de Israel e o povo judeu”, afirma Bider.

Confira o video:

Veja os artigos relacionado com construção audáciosa da Uinversal em construir a Réplica do Templo de Salomão:

24 COMENTÁRIOS

  1. O meu ponto de vista em tudo isso, é que: se o dizimo e a oferta está na bíblia e contribuímos, estes são suficientes para manter as igrejas, fora os jornais as revistas e os livros que são vendidos. o argumento para essas vendas e que é para manter o templo, se sou fiel e desfruto daquilo contribuo, até aqui tudo bem. Mas e as outras formas de arrecadação usada pela Universal, como as campanhas, correntes e fogueira santa, como argumento de que contribuindo com estes e tendo fé melhorará suas vidas financeiras; por deus disse que não devemos nos apegar a vida material, e este é um ato de desapego. Sendo assim para que a construção deste templo. Por que não usar toda essa riqueza cedida pelos fieis para algo que realmente é santos como tentar erradicar a pobreza do mundo, já pararam para pensar o bem que poderia ser feito se aplicassem todo esse dinheiro e interesse na melhoria de vida dos mendigos, crianças de ruas, catadores de lixo, sem tento, ai sim poderíamos ver com bons olhos um motivo justo, ou melhor veríamos que ao despejar toda a minha fé em uma dessas companhas, estará lutando por um bem para se próprio e vendo as melhorias sendo feitas a seu próximo, mesmos que seus pedidos demorem se se realizar, já haverá uma satisfação por ter ajudado outras pessoas.
    Imaginem só se além de todos esses benefícios citados, ainda fosse voltados os olhos para o Sul da ásia, áfrica Sub-saariana, Indochina, Mongólia, América Central, Brasil e em algumas províncias da China, estes são os locais onde estão localizado o maior índice de pobreza do mundo.
    Mas fazer o que se vocês que tem todo esse recurso financeiro e são pregadores e conhecedores da palavra, tem a certeza de que agradaram a Deus com a construção deste Templo ao invés de ajudar seus filhos necessitados.

  2. eu creio que eu um dia estarei ai,sou jovem ainda mais daqui pra la eu ja estarei mais velha
    que DEUS de muitas forças para as pessoas que estão ajundando
    eu sou uma das e vou sempre ajudar porque isso e pra obra de DEUS

  3. Leigamente falando… como uma pessoa recém chegada à IURD, eu me arrepio com a grandiosidade dessa que é sem dúvida a maior comunidade evangélica do Mundo. Ousadia do bispo? É. Muita ousadia. Podem olhar o templo de Salomão de boca aberta porque tudo aquilo ali é feito com nossa contribuição e isso é maravilhoso em pensar o que juntos conseguimos.
    PARABÉNS a TODOS NOS e GRAÇAS A DEUS POR ISSO, POIS É ELE QUEM NOS FAZ CAPAZES.
    Janaina de Cássia Rocha.

Deixe uma resposta