Dilma fecha acordo com igrejas evangélicas

0

Dilma fecha acordo com igrejas evangélicas e deve abandonar temas polêmicos

Dilma fecha acordo com igrejas evangélicas

Temas como aborto, união civil entre homossexuais e drogas vão ficar a cargo do Congresso Nacional. Foi esse o compromisso assumido pela candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, com lideranças evangélicas neste sábado (24), em Brasília.

Na presença de pastores e bispos das igrejas Assembleia de Deus, Renascer, Igreja da Floresta, além de representantes da congregação presbiteriana, Dilma chegou a improvisar em cima de um discurso recheado de citações bíblicas. Tentando moderar ao máximo as palavras, a petista afirmou, citando Jesus Cristo, que tinha aceitado os termos do acordo com os evangélicos.

– Jesus mostrou uma preocupação com a vida. E é essa preocupação que quero reafirmar aqui. Sou a favor da vida em todas as suas dimensões e sentidos. Sou a favor da preservação da vida e da melhoria da vida das pessoas. Quero contar com vocês, as igrejas evangélicas, para continuar resgatando a dignidade dessas pessoas.

A resposta de Dilma veio após uma cobrança explícita do presidente da Associação das Assembleias de Deus, bispo Manoel Ferreira, deputado federal pelo Rio de Janeiro, que relatou um encontro que teve com Dilma e Gilberto Carvalho, secretário particular do presidente Lula, no início do ano.

– Fui convidado pelo Gilberto para uma conversa e nela nasceu a possibilidade de fazermos uma parceria. Estivemos reunidos por mais de uma hora e fizemos algumas colocações importantes. Uma delas é a de que projetos que trazem temas polêmicos fossem matéria de apreciação no foro competente, que é o Congresso Nacional. Temas como aborto e outros dogmas religiosos devem sempre partir do Congresso, e nunca do Executivo.

O candidato a vice na chapa de Dilma, deputado Michel Temer (PMDB-SP), também mostrou que aceita os termos impostos em troca do apoio dos evangélicos.

– Seguramente nós levaremos em conta as cooperações sempre muito justas, importantes, éticas e morais que a nação evangélica faz. Ao vir aqui hoje receber esse apoio, quero também cantar louvores.

Com informações do portal R7

1 COMENTÁRIO

  1. isso é suborno Diuma , ¬¬
    cria vergonha na cara
    voces tem que começar sendo onesto
    e voce vaai se feerra se foor tentar
    fecha por qe voce naum vai consegui
    por que a igreja naum é sua e sim de Deus .
    Deus não aceita suborno pode crê ;
    se voce ganhar é por que pessoas não
    ficaram sabendo que voce permitira
    casamentos entre homossexuais e fechar a igreja
    poca vergonha desse jeito voce vai acaba com a sua repultação
    e eu besta achando qe voce iria fazer coisas
    boa . eu so evangelica e to contra voce .
    desse jeito voce esta cavando sua própria cóva
    " COM DEUS NÃO SE BRINCA"

  2. Voltamos à era de uma ditadura religiosa que empobrece as pessoas em todos os sentidos e sinto imensa tristeza de ver que o direito das pessoas e o respeito dá lugar à mesquinharia em nome de Jesus que levará cada vez mais à violência e a todos os tipos de preconceitos. Nossos presidentes não tem que partir de princípios religiosos para administrar o país – eles devem ser honestos e ter visão administrativa e empreendedora para diminuir o buraco social que assola o país e que muitas igrejas evangélicas usam para enriquecer seus dirigentes e para chegar ao poder. Péssimo….

  3. É, o Obama também fechou acordo com os evangélicos e agora estão descepcionados com ele.
    O povo brasileiro precisa ser mais bem politizado. Esquecem de estudar a história desses candidatos, principalmente os jovens que eram crianças na época do pré-real.
    O Brasil só vai mudar quando o povo souber votar. E , óbio,orar.

  4. e é capaz de muitos evangelicos cairem na lábia dessa sem-vergonha.
    se ela vencer a eleição aí veremos que nao existem cristãos suficientes em nosso país. nem com força de oração.
    mas apenas negligentes fanáticos.
    Deus abençoe o brasil.

Deixe uma resposta