O jovem rico e os líderes de hoje no Basil

0
O jovem rico e os líderes de hoje no Basil
O jovem rico e os líderes de hoje no Basil
O jovem rico e os líderes de hoje no Basil

Estava refletindo esses dias em Marcos 10, capítulo que nos traz a passagem do jovem rico, que questiona a Jesus o que deve fazer para herdar a vida eterna. A resposta de Jesus é de uma simplicidade tremenda, mas entendam; ser simplista não quer dizer ser simplório. A simples resposta de Jesus tem uma profundidade que deixou o jovem rico atordoado. Jesus cita os mandamentos de Moisés, algo extremamente comum para um judeu e, obviamente, o jovem rico já sabia de tudo isso. Porém, Jesus termina dizendo algo que deixa ojovem atordoado:

Caramba! Mas vender tudo o que tem? E dar aos pobres?! Pois é. Jesus não se interessava pelo status social do jovem, nem pelas facilidades que suas riquezas trariam. Se o jovem quisesse, ele poderia se despojar de seus bens e seguir a Jesus de mãos vazias, mostrando desprendimento. E o foco dessa reflexão não é o fator de possuir riquezas ou não; mas a resposta de Jesus.
Jesus poderia pensar: “Com o dinheiro desse jovem, eu poderia viajar mais facilmente e para mais longe, propagando melhor a Minha Palavra!” Afinal, Jesus era homem e, como homem, Ele precisava de dinheiro para se alimentar, viver e viajar. Mas Jesus é Divino e, por ter essa essência, não olhou para o dinheiro do rapaz, mas para o valor de sua vida e o quanto aquela alma era preciosa para Deus.
Agora, imaginem essa pergunta sendo feita nos dias de hoje, aos líderes evangélicos brasileiros? Que tipo de respostas o jovem rico poderia receber?
  • “Melhor ainda, deixa na fogueira santa de Israel!”
  • “Você joga futebol? Não? Tem um jovem rico que me segue e joga futebol. Pergunta pra ele se não é bom me seguir? Já é até pastor!”
  • “Porque Universal é outra religião! Agora… financia meu programa na TV, vai?!”
Pois é. As respostas são exageradas, mas refletem bastante o que acontece atualmente. Grande parte dos líderes evangélicos estão tão preocupados com o tamanho que o seu próprio ministério pode tomar, que se esqueceram de olhar para as pessoas; olham agora somente para o que as pessoas têm a oferecer. Com a desculpa de manter abertas centenas de igrejas, programas de TV e de rádio, fazem totalmente diferente do que Jesus, que deveria ser fonte de aprendizado, fez.
Por isso, líderes e pessoas que se acham vocacionadas a líderes! Prestem bem atenção para não caírem nesse mesmo erro. Olhem para as pessoas como o Senhor olha para elas; como pessoas amadas, que não precisam te oferecer nada, ao invés de olhar para o quanto de dízimo as pessoas podem dar!

Por René Vasconcelos
Fonte: Papo de Teólogo

1 COMENTÁRIO

  1. e´ lamentavel…mais temos q adimitir q hj alguns q se intitulam Pastores,Bispos,Apostolos,Reverendos e até Patriarcas(q abisurdo),teem feito do evangelho comércio e um meio de ganhar "à vida"…quando o certo seria lutar p/ ganhar vidas q estão perecendo no pecado.Q DEUS tenha misericórdia desses falsos pastores.

  2. e´ lamentavel…mais temos q adimitir q hj alguns q se intitulam Pastores,Bispos,Apostolos,Reverendos e até Patriarcas(q abisurdo),teem feito do evangelho comércio e um meio de ganhar "à vida"…quando o certo seria lutar p/ ganhar vidas q estão perecendo no pecado.Q DEUS tenha misericórdia desses falsos pastores.

Deixe uma resposta