Silas Malafaia em resposta as acusações de líder gay preconceituosos são eles

0
Silas Malafaia em resposta as acusações de líder gay preconceituosos são eles
Silas Malafaia em resposta as acusações de líder gay preconceituosos são eles

Silas Malafaia em resposta as acusações de líder gay preconceituosos são eles

O pastor Silas Malafaia, em resposta aos comentários do presidente do Grupo Gay da Bahia (GGB), Marcelo Cerqueira, afirmou que “os grupos de defesa dos homossexuais precisam aprender a lidar com os contrários, pois preconceituosos são eles quando rotulam os outros de homofóbicos”. O líder religioso, que integra a Assembleia de Deus, não chegou a comentar, através de e-mail enviado ao Terra, os ataques do líder gay à pré-candidata à presidência pelo PV, Marina Silva. Na resposta, ele também não citou Cerqueira.
Malafaia declarou aina que “o grupo mais anti-democrático da pós- modernidade é o dos defensores da prática homossexual”. Segundo ele, estes grupos querem trazer para o Brasil uma nova modalidade de crime, muito praticado pelos nazistas e fascistas – o crime de condenar radicalmente quem defende opinião contrária à deles. “Eles não suportam a crítica, e fingem não saber a diferença entre criticar uma conduta e discriminar pessoas”, comentou o pastor.
Ele diz desconfiar ainda que os grupos homossexuais não suportam a crítica pelo simples fato de que, no fundo, não têm convicção do que são. “O homossexualismo é um comportamento, e ninguém nasce homossexual”, defende Malafaia, que é psicólogo. Quanto às acusações de ser radical, ele devolve a qualificação aos militantes gays, dizendo que eles “tentaram de todas as formas junto ao Ministério da Justiça, censurar o meu programa de TV, a fim de tirá-lo do ar; e tentaram caçar-me no Conselho de Psicologia”.
O pastor ressaltou ainda que suas posições contra a prática homossexual se baseia na Bíblia, “o livro que representa a fé de 90% da população brasileira”, destacou. A oposição dos gays seria também a sua posição contra a aprovação da PL 122, que busca criminalizar a homofobia. “Os grupos homossexuais chamam-me de homofóbico. Ora, homofóbico é quem sofre de homofobia, que é classificada pela psiquiatria como uma doença que leva a pessoa a ter rejeição ou aversão aos homossexuais ou à homossexualidade. Isto, sim, é que é uma ofensa, e nem por isso eu entrei em qualquer instância judicial contra eles”.
Fonte: Terra

 

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta