Igreja e o cartão de crédito

0
Igreja e o cartão de crédito
Igreja e o cartão de crédito

Igreja e o cartão de crédito, a cada dia que se passa vemos a igreja de Cristo se desvanecendo e perdendo sua real natureza, com inovações seculares que não se encontra respaldo na bíblia para suas justificativas. Recentemente a Convenção Geral das Assembléias de Deus no Brasil (CGADB), presidida pelo pastor José Wellington e seu vice, o pastor Silas Malafaia, lançou no feriado de 21 de abril, durante um culto na Igreja Sede de Taguatinga (DF), o cartão de crédito “missionário”, destinado aos membros das igrejas Assembléia de Deus.

Essa exploração no campo financeiro da vida dos fieis parece já não ter mais limites, como se já não bastasse as indolentes campanhas de todas extirpes, os dízimos e ofertas não são suficientes para cobrir as despesas da igreja dirigida por esses tele pastores milionários, que agora estão de olho também no dinheiro que os portadores de cartões de créditos pagam pela anuidade pelo serviço cobrado pelo uso de cartão de credito.
Agora eu me pergunto o que a Igreja tem haver com instituições financeiras privadas?
Resposta nada, e nada e nada……..!
Existe igreja que até recebe dizimo com cartão de credito, meu irmão se você é um dízimista que usa essa forma, você esta sendo enganado e seu dizimo não é aceito pelo Senhor assim como o de Caim não foi.
Esse tipo de transação financeira se caracteriza em comercio, ou seja, agora o dizimo que você entrega para o Senhor será também destinado para cobrir custos de implantação desse cartão, cobrir usuários inadimplentes, etc….!
Por mais que haja uma auditoria séria nesses projetos não concordo em ver igrejas se alienando a esse tipo de negociata mercantilista, Jesus quando foi questionado e colocado em uma arapuca sobre tributos foi bem claro e objetivo, daí de César o que é de César e a Deus o que é de Deus (Mateus 22:21). Deplorável ver lideres religiosos de olho no que é de César, enquanto o nosso mestre Jesus (Mt. 17:27) sutilmente faz um milagre extraordinário em pagando o imposto com a moeda que sai de dentro da boca do peixe.
Muito pior do que você possa imaginar essa implantação cobiçosa de cartões de créditos evangélicos, se resume em colocar o dizimo que você meu irmão oferta ao Senhor a “juro”Neemias combateu essa maledicência quando restaurava a desolada Jerusalém (Neemias 5: ‘Surgiu então uma forte queixa do povo e de suas mulheres … tomamos dinheiro emprestado, empenhando nossos campos e nossas vinhas’.)
Agora meu irmão se você adquirir um destes cartões e por alguma razão deixar de cumprir com suas obrigações de pagar o dinheiro usado, você será executado judicialmente como por qualquer outra instituição financeira, esse cartão não tem nada haver com o Reino de Deus, não confunda as coisas Deus não usa cartão de crédito ele é dono do ouro e da prata, Ele é o Senhor da multiplicação e da prosperidade.
Paz sejam com todos
Roberto Falbo

Deixe uma resposta