Silas Malafaia no Programa do Ratinho

0
Silas Malafaia no Programa do Ratinho
Silas Malafaia no Programa do Ratinho

Silas Malafaia no Programa do Ratinho

Confira como foi o debate sobre PLC 122 e homofobia

O programa foi ao ar ontem, com transmissão ao vivo diretamente do estado de São Paulo, no grande complexo de estúdios do SBT, localizado à rodovia Anhanguera, altura do quilômetro 18. O IBOPE do programa acusou estar em segundo e de terceiro lugar na praça paulista enquanto o debate era travado.

Parte 1: Ex-Deputada federal Iara Bernardi entra no estúdio, faz argumentações preliminares. Reportagem externa do repórter Ney Inácio explica o que representa o PL, entrevista o Pr. Dilmo dos Santos (ministério CONAMAD), militantes de ONG pró-homossexualismo e transeuntes num reduto de gays próximo da Praça da República. Silas entra, presenteia o apresentador Carlos Massa, o Ratinho, e sua assistente de palco com livro e Bíblia de Estudo. Em sua palavra preliminar diz que o PL 122/2006 deveria se chamar Lei do Privilégio. Ele recebe ovações da platéia.

Parte 2: Pastor Silas diz que homossexualismo é questão comportamental, ninguém nasce gay, aponta ao campo científico da Biologia, para a ordem cromossômica, que nos informa haver apenas macho e fêmea. Iara Bernardi diz que pessoas homossexuais não pedem para nascer gays, sem contestar a informação da ordem cromossômica, alega que o PL 122/2006 não afronta religiões e que o projeto visa coibir a população de externar preconceito. Silas denuncia que o PL 122/2006 foi posto para aprovação dos Senadores sem que eles soubessem, que os Militantes Gays agiram de maneira antiética e sorrateira numa madrugada do Senado Federal.

Parte 3: Iara: “O pastor está nervoso?” Silas: “quero informar que o meu temperamento não está em debate”. Malafaia cita Senadores que nã o são evangélicos e são contra o PL 122/2006. Iara Bernardes cita dados numéricos de assassinatos de gays, sem credibilidade, que já contestados em outros fóruns. Silas chama o PL 122/2006 de bobagem, diz que o brasileiro realmente discriminado é o jovem e o pobre. Nas considerações finais, o apresentador Ratinho brinca e diz torcer para que Malafaia continue só como pastor evangélico, porque se não for assim tomará o lugar dele. Risos.

via: belverede.blogspot.com

1 COMENTÁRIO

  1. Sou seu admirador por suas articulações, embora não seja evangélico. Admiro muito suas colocações disciplinadoras das massas que congregam com vc, ou seja através de suas palestras desenvolví modo próprio de conduzir-me socialmente: DISCIPLINA, HONESTIDADE E TRABALHO. Sou contestador pela minha própria natureza e não encontro explicações para minhas indagações, sempre me dizem : a fé não precisa de justificativa ou então é a vontade de Deus. Contudo estou presente aos sábados. Meu abraço

Deixe uma resposta