Silas Malafaia no Programa do Ratinho debate sobre PLC 122 e homofobia

14
Silas Malafaia no Programa do Ratinho debate sobre PLC 122 e homofobia
Silas Malafaia no Programa do Ratinho debate sobre PLC 122 e homofobia

O programa foi ao ar ontem, com transmissão ao vivo diretamente do estado de São Paulo, no grande complexo de estúdios do SBT, localizado à rodovia Anhanguera, altura do quilômetro 18. O IBOPE do programa acusou estar em segundo e de terceiro lugar na praça paulista enquanto o debate era travado.

Parte 1: Ex-Deputada federal Iara Bernardi entra no estúdio, faz argumentações preliminares. Reportagem externa do repórter Ney Inácio explica o que representa o PL, entrevista o Pr. Dilmo dos Santos (ministério CONAMAD), militantes de ONG pró-homossexualismo e transeuntes num reduto de gays próximo da Praça da República. Silas entra, presenteia o apresentador Carlos Massa, o Ratinho, e sua assistente de palco com livro e Bíblia de Estudo. Em sua palavra preliminar diz que o PL 122/2006 deveria se chamar Lei do Privilégio. Ele recebe ovações da platéia.



Parte 2: Pastor Silas diz que homossexualismo é questão comportamental, ninguém nasce gay, aponta ao campo científico da Biologia, para a ordem cromossômica, que nos informa haver apenas macho e fêmea. Iara Bernardi diz que pessoas homossexuais não pedem para nascer gays, sem contestar a informação da ordem cromossômica, alega que o PL 122/2006 não afronta religiões e que o projeto visa coibir a população de externar preconceito. Silas denuncia que o PL 122/2006 foi posto para aprovação dos Senadores sem que eles soubessem, que os Militantes Gays agiram de maneira antiética e sorrateira numa madrugada do Senado Federal.

Parte 3: Iara: “O pastor está nervoso?” Silas: “quero informar que o meu temperamento não está em debate”. Malafaia cita Senadores que nã o são evangélicos e são contra o PL 122/2006. Iara Bernardes cita dados numéricos de assassinatos de gays, sem credibilidade, que já contestados em outros fóruns. Silas chama o PL 122/2006 de bobagem, diz que o brasileiro realmente discriminado é o jovem e o pobre. Nas considerações finais, o apresentador Ratinho brinca e diz torcer para que Malafaia continue só como pastor evangélico, porque se não for assim tomará o lugar dele. Risos.

via: belverede.blogspot.com

14 COMENTÁRIOS

  1. Já são passados nove (9) meses deste lamentável debate no Programa do Ratinho. Todavia o assunto é recorrente; até porque, o Projeto (P) de Lei (L) da Câmara (C) de número 122, ainda não foi definitivamente aprovado e atualmente tramita no Senado.
    Quando digo lamentável debate, a crítica vai diretamente à direção do pastor Silas Malafaia, cuja atuação foi tremendamente reprovável na maneira desrespeitosa, agressiva e até ofensiva como ele se dirige àquele com quem debate (não só neste) e principalmente no referir-se às pessoas do universo do assunto discutido. O mais lamentável ainda, no meu entender, é o fato de ser ele o principal agente da polarização deste assunto versus religião ─ que diz respeito a todos nós seres humanos evangélicos ou não e homossexuais ou não ─, quando de maneira incisiva e ofensiva; tem se posicionado contra esta Lei usando indevidamente argumentos bíblicos, os quais, do ponto de vista teológico ─ ele deveria entender isto ─, porquanto a partir do ministério do Senhor Jesus (era da graça) há a total separação entre religião e o Estado. Coisa essa que não poderia vir de quem conhece Teologia e se diz servo do nosso Senhor Jesus Cristo… Nenhuma Lei que o Estado venha propor, e o Legislativo votar; nunca deverá ter contestação quando ferir preceitos bíblicos, e sim por ser inconstitucional, ferir direitos dos cidadãos (religiosos ou não), por ser antiética ou contra a moral e bons-costumes ─ se este elenco tangenciar ou se ajustar a preceitos bíblicos, isto só deverá ser contestado em conseqüência, por exemplo: o preceito constitucional de liberdade de culto.
    P. S. Embora este meu comentário tenha características veementes de contestação, não é esta a minha abordagem inconseqüente e sem objetivo nobre. Senão, peço a todos os que visitam este Blog, em particular este assunto, que também visitem os meus atuais sete Blogs ─ clicar no link perfil do autor e a lista aparecerá ─, tendo maior atenção para O QUE É O PLC 122 OU A LEI DITA HOMOFÓBICA? Endereço ─ http://www.verdaderespeitoejustica.Blogspot.com , que é exatamente sobre este assunto… Sobre este meu Blog e o erro lingüístico HOMOFOBIA versus o pastor Silas Malafaia, ele seria o último a merecer ser chamado de homofônico, porque fobia (grego, φόβος), significa medo no sentido de fugir ─ quem é homofônico tem medo e não agride ou ofende… Ler meu Blog sobre o assunto.

    Atenciosamente
    JORGE VIDAL

  2. Assallamu alleikum pastor silas malafaia continue sendo assim defendendo as escrituras sagradas precisamos combater o mal que assola nossa sociedade e nossas familias parabens continue assim porque precisamos de homens que tenham coragem e carater que naõ tenham medo de si expor em uma sociedade capitalista e encredula….Um abraço e assallamu alleikum

  3. como o pr silas falou! Ai Ratinho se todas a emissoras fizesse como você,abri-se as portas para mostrar para a sociedade o que está nessa Lei….Ela realmente vem para destruir o conceito familia,,,,vergonhosa constrangedora,etcc….estamos no fim dos tempos mesmo irmão mas não devemos ficar de braços cruzados engolindo tudo…

Deixe uma resposta