Que tipo de árvore você é?

Que tipo de árvore você é?
Que tipo de árvore você é?

Que tipo de árvore você é?

Existem várias passagens bíblicas que nos mostram que a árvore é símbolo do homem. Uma delas está nos Salmos 1:3 “Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto na estação própria, e cujas folhas não caem, e tudo quanto fizer prosperará”.

Diz que o justo será como árvore plantada junto a ribeiros de água; sendo a água um dos símbolos da Palavra de Deus – a Bíblia.

Se o crente não estiver com a sua vida alicerçada na Palavra de Deus, será como uma árvore inútil, e que não servirá para alimentar vidas. E é isso que temos visto em nossos dias, árvores secas, pessoas vazias da Palavra e que dão mal exemplo e péssimo testemunho. Estes só dão frutos podres e problemáticos e ninguém consegue ver ou encontrar frutos desejáveis.

Como disse um estudioso da Bíblia: “Entre o Joio e o trigo só se sabe quem é quem quando os frutos aparecem. Você abre o trigo e ele tem o alimento, e o joio quando é aberto está vazio”. E isso é uma grande verdade! O joio não serve para nada não alimenta vidas. Sua semente pode até matar, mas o trigo é cheio, e serve para alimentar vidas. Com o trigo podemos preparar vários alimentos, inclusive, o pão que é um alimento universal.

Aprendemos algo muito importante com essa simbologia da árvore e o homem. A árvore só está de pé quando suas raízes adquirem certa profundidade, fica enraizada e então, produzirá frutos. Assim é a nossa vida! Só produziremos frutos quando estivermos enraizados na Palavra de Deus. Não sendo só ouvintes, mas praticantes da Palavra.

Não adianta somente dizer: “leia a Bíblia”! Pois advogados, juizes, espíritas, e outros segmentos seculares, diabólicos ou não, também lêem a Bíblia. Mas devemos praticar a Bíblia. Pois, muitos hoje, atrás de púlpitos lêem a Bíblia e tem certo conhecimento das Escrituras, mais são árvores secas, que não alimentam vidas; os seus frutos produzem morte. Porque, apenas falam do que está na Bíblia, mas não vivem e nem praticam a Palavra de Deus.

Não adianta dizer que servem a Deus, e que conhecem a Bíblia, se os frutos não condizem com o que falam.

Eu nunca vi uma árvore dar frutos pela metade! Nunca vi uma mangueira seca de um lado, e do outro produzindo mangas! Ou é árvore frutífera, ou é árvore seca. Sem meio-termo! O próprio Jesus falou que: “Assim toda árvore boa produz bons frutos, e toda árvore má produz frutos maus. Portanto, pelos seus frutos os conhecereis”. (Mt 7:16-20) Palavras gloriosas que saíram da boca do próprio Senhor. Fica bem claro que a árvore má produz frutos, só que são frutos maus. E esse é o sinal que o Senhor nos dá para identificarmos a árvore má e a árvore boa: pelos seus frutos.

Quando vejo pessoas que se dizem crentes odiando os outros, desejando que os outros caiam, que se desviem, mentindo, caluniando, eu fico a me perguntar: com quem essas pessoas estão aprendendo essas coisas? Com Cristo não é, pois o Senhor Jesus disse: “Aprendei de mim que sou manso e humilde de coração”. Portanto, se você ver pessoas desejando mal ao próximo, se alegrando com a fraqueza dos outros, brigando, praguejando, pode ter certeza que é uma arvore má e está aprendendo com o próprio diabo e não com Cristo. Pois Ele nos ensinou ser humilde e manso de coração. Ensinou-nos a perdoar e a pedir perdão.

Quando uma árvore está seca, isso é notório. É visto de longe! Ela ainda está no mesmo local em que foi plantada, ainda continuam chamando-a de mangueira, ou goiabeira, ou seja, o nome que for, mas não é mais fértil. Está seca! Não alimenta mais vidas. No local em que foi plantada a água não irriga mais. Logo, ela secou e para nada mais presta. Ela estar plantada no mesmo lugar e ser chamada de mangueira, é só uma questão de tempo, pois o Agricultor virá, e mostrará a todos que ela é uma árvore inútil. Lembra do que Ele fez com a figueira? A amaldiçoou, e disse: Nunca mais nasça fruto de ti! Sabemos que essa figueira simboliza a nação de Israel, mas que também simboliza o homem e a mulher. E se Deus estiver procurando frutos em tua vida e não achar? Cuidado! Ele ainda é o mesmo, e a quem muito é dado, muito será cobrado. Portanto, se você é uma mangueira, você tem a obrigação de dar mangas, pois essa é tua função. Se você falhar, Deus cobrará muito caro de você, pois Ele é amor, mas é justiça também.

Se a árvore estiver plantada em uma boa terra, terra molhada irrigada pela Palavra de Deus, jamais secará. Mas se a terra secou, não é mais irrigada com a Água do Espírito, certamente essa árvore secará.

Um dos sintomas que mostra que uma pessoa está seca e que não produz mais frutos bons é quando pensa e age como que: só ela serve a Deus; só ela tem um ministério; só ela tem um chamado; só a igreja dela é a certa; que só ela tem a razão, e se julga até insubstituível. Isso é terrível! Essa pessoa está sequíssima, e não alimenta mais vidas.

Cuidado, para não pensar que os frutos da estação passada te alimentarão pelo resto da vida! Não podemos esquecer que todo ano, a árvore tem de produzir novos frutos. Pois os frutos do passado, da estação passada, foi para aquele momento. Não é a toa que todo ano a árvore tem de produzir frutos, e existem árvores que produzem o ano todo, e você nunca sente falta de determinados frutos, você os come por toda a sua vida.

Que tipo de árvore você é? Aquela que produz maus frutos, ou a que produz bons frutos só em uma estação, em um período do ano? Ou você é aquela que produz frutos durante todo ano, e nunca deixa de produzir? Pense nisso!

É triste vermos pessoas, que um dia foram árvores férteis, que serviram para alimentar vidas, que quando abriam a boca realmente tinham palavras de vida, e agora o que lhes restaram foram palavras de morte. “Pastores” que usam os púlpitos, não mais para alimentar vidas, mas para desabafos, para afrontar e tentar desmoralizar os outros, pensando que só eles estão certos.

Não enxergam que são árvores secas, e que de longe isso é notório. Não tem mais Palavra e nem a Rhema de Deus (palavra revelada). As palavras que pregam são baseadas em intrigas e fofocas que lhe chegaram aos ouvidos. Não tem unção. Querem gritar para mostrar aos outros que estão de pé, mas não estão. Gritam por emoção e não por unção. Estão vazios! Querem viver dos frutos que produziram no passado. Os seus corações estão cheio de ódio, inveja, rancor e orgulho. Criam frases heréticas dizendo que: Sou insubstituível! Isso é uma heresia terrível, pois os únicos que são insubstituíveis são: O Pai, o Filho, e o Espírito Santo.

Como mencionei no início deste estudo que a árvore é símbolo do homem. Então vejamos:

Se o agricultor tem um pé de laranja, e por algum motivo esse secou e, não tem mais produzido laranjas, o agricultor vai arrancá-lo, adubar, irrigar e tratar a terra, para plantar outro pé de laranja no lugar desse que secou. Esse novo pé de laranja que foi plantado no lugar do outro, o substituirá, e dará laranjas, e não limão ou outra fruta qualquer.

Nesse mundo, NINGUÉM é insubstituível. Pobre coitado e miserável é aquele que pensa que Deus nunca o substituirá. Aquele que pensa assim, Deus fala com ele da mes
ma forma que disse para Saul: Que ele veria o seu sucessor (Davi) crescer diante dos seus olhos. Pois segundo o dicionário da língua portuguesa substituir é: pôr ou ser posto em lugar de outra pessoa, tirar mudar ou deslocar para por outro e etc. E foi isso que aconteceu com Saul; Foi substituído por Davi, ficou para traz, e Davi viu a glória de Deus.

Em Ezequiel existe uma passagem fantástica que diz: “Assim saberão todas as árvores do campo que eu, o Senhor, abati a árvore alta, elevei a árvore baixa, sequei a árvore verde, e fiz reverdecer a árvore seca; eu, o Senhor, o disse e o farei” (17:24). É o Senhor que abate os que se exaltam, que se acham insubstituíveis. É o Senhor quem os derruba, e faz a árvore baixa crescer diante dos seus olhos. Pois ninguém julga como o justo juiz.

Jesus nunca desejou o mal de ninguém, nem mesmo o de Judas que o traiu, nem mesmo o de Pedro que o negou, nem mesmo daqueles que o matou. Ele disse a cerca dos tais: “Pai, perdoa-os, pois eles não sabem o que fazem”.

Esse é o sinal de uma árvore que produz bons frutos; não retribui o mal com o mal; não calunia; não mente contra o seu próximo, perdoa, não só de lábios, mas de coração.

Portanto, você é uma árvore, e é hora de analisar que tipo de frutos você esta produzindo, ou melhor, é hora de analisar que tipo de árvore você é: se é boa, ou má.

“Porque há esperança para a árvore, pois, mesmo cortada, ainda se renovará, e não cessarão os seus renovos”. (Jó 14:7)

Se você se identificou como uma árvore má, que seus frutos não estão agradando ao Agricultor, deixa Ele te podar. Pois Ele te podando crescerás novamente, e darás bons frutos. Ele quer que você produza frutos dignos de arrependimento. Só assim você brotará, e serás renovado pela Palavra de Deus.

“Lembra-te, pois, de onde caíste, arrepende-te e volta à prática das primeiras obras; e, se não, venho a ti e moverei do seu lugar o teu castiçal, caso não te arrependas”. (Apoc. 2:5).

Deus ainda te dá uma nova chance de se arrepender, de voltar ao primeiro amor. Deus te dá uma nova chance de salvação. Mas se não te arrependeres e o teu castiçal for arrancado, então ficarás como Saul, que jamais voltou para a posição que Deus o arrancou. “Horrenda coisa é cair nas mãos do Deus vivo”.

Por Cristina. M Silvano de Andrade/cris-silvano@hotmail.com

COMPARTILHAR